quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Em constante terapia

O que aprendi em terapia:

1) Ainda que óbvio, saiba que você é o único dono do seu sentimento. Só você pode alimentar ou eliminar o que está sentindo.

2) Vigie seus pensamentos. Não permita que a negatividade contamine o seu interior ao ponto de torná-lo amargo para o exterior. Ou insuportável para si mesmo.

3) Tente enxergar tudo que o incomoda de longe. De perto, todo texto fica embaralhado e sem sentido.

4) Seja gentil contigo. Não se puna por pensar de determinada forma. Seus valores não mudam. O que pode ser alterado é o grau de intensidade que se encara situações que vão em desencontro com o que você entende por ser sensato ou coerente.

5) Você não é obrigado a tolerar, conviver, agradar indivíduos que não te fazem bem; nem por educação. Seria o mesmo que beber veneno fingindo que é água: em algum momento o fará passar mal.

6) Há quem seja diferente de você, e quem se torne diferente, com o passar do tempo. O ponto é que um sempre foi assim e o outro se torna um completo estranho, nas suas gritantes diferenças. Difícil continuar conectado com quem você não se identifica mais. Simplesmente se desconecte.

7) Tem quem irá te imitar, não admitindo que o está. Não se irrite com isso. Pense o quanto deve ser cansativo alguém que precisa encenar a vida de outros para conseguir se sentir minimamente vivo.

8) Existem pessoas que nunca irão mudar. Então não perca tempo tentando comprar remédio em quem é açougue ou carne em quem é farmácia. Quer manter sua própria sanidade mental? As contorne, nunca as confronte.

9) Não deixe de fazer nada pelos outros, pois os outros não deixarão de fazer nada por você.

10) Exteriorize o que te desagrada. Diga não quando necessário. Sim, somente quando sentir vontade. Não existe nada pior do que enganar a si mesmo.

11) Empatia não é para qualquer um. Só quem teve referência do que é ser cuidado de verdade é que saberá se colocar no lugar dos outros. Não tente esperar algo próximo disso de alguém que nunca foi orientado nesse sentido.

12) Criar expectativa é o primeiro passo para se frustar. Não espere nada de nada, nem de ninguém. Faça de você mesmo o exemplo que gostaria de seguir nos outros.

#euarenata


Papo reto

Olá vida. Tudo bem?
Tudo indo.
Indo? Tipo, seguindo em frente, mas ficando?
É, tipo isso. Quando se vai mas se fica ao mesmo tempo.
Mas por que você simplesmente não vai de uma vez?
Não dá.
Por que?
O tempo não deixa.
Como não? Dizem que o tempo passa voando!
Ledo engano.
O tempo passa no tempo dele. 
Rápido, na rotina. Devagar, em qualquer mudança.
Vai indo, deixando tudo para trás,
Mas ficando, deixando tudo na expectativa.
Complexo, hein?
Sim. Quando menos realizamos o que éramos já não somos mais. Ainda assim, somos os mesmos.
Então o culpado dessa espécie de estagnação em ação contínua seria o tempo?
Sim.
O tempo de cada um.
Que corre ou desacelera em desacordo com as nossas ânsias.
Não seria em consonância com elas?
Nunca. Ânsias denotam certezas inventadas por nós mesmos.
O que deve ser realizado não será necessariamente em conformidade com o que acreditamos ser o melhor para a gente.
Virá o que efetivamente precisamos assimilar daqui.
Da vida?
Sim, da vida. Que acontece no seu próprio tempo, indo uma parte para uma direção,
Ficando outra parte do que se é em outra,
Fragmentos de vivências que não se deixam ser adivinhadas.
Apenas aguardadas,
Recebidas,
E sentidas.
No tempo do seu próprio tempo.
Que passa sem pedir licença,
Ficando para trás sem cerimônia,
Não dando a mínima para o que você quer,
Te dando o mínimo de tudo o que você precisa.
E já não é o suficiente, vida?
Creio que sim.
Agora é só aguardar.
Vivendo o agora, sem ansiar.
Porque o que tiver que vir,
Virá,
Vindo,
No tempo certo das nossas desconhecidas e incertas necessidades.
#euarenata 

Imperfeitamente perfeitos para cada um

Você é doido.

Eu sou louca.

Juntos, somos toleravelmente insanos.

Você sacode os braços quando dança.

Eu vou até o chão quando danço.

Juntos, damos um show particular.

Você quer sair para beber e escutar música.

Eu quero me arrumar e sair de casa.

Juntos, vamos só nós dois para as baladas.

Você ri do nada ao acaso.

Eu rio sempre de tudo.

Juntos, nos divertimos sem motivo algum.

Você fala tudo que pensa, ponderado.

Eu falo tudo que penso, sem hesitar.

Juntos, nos entendemos num simples olhar.

Você não gosta de discutir.

Eu adoro argumentar.

Juntos, detestamos brigar.

Você é tão calmo.

Eu sou tão agitada.

Juntos, nos equilibramos.

Você é tão ingênuo.

Eu sou tão desconfiada.

Juntos, nos protegemos de nós mesmos.

Você é lindo por dentro e por fora.

Eu tenho uma beleza que vem de dentro.

Juntos, nos admiramos.

Você é determinado.

Eu sou tinhosa.

Juntos, conquistamos nossas próprias conjuntas vitórias.

Você tem esperança.

Eu creio para ver.

Juntos, reforçamos nossa fé.

Você já foi magoado.

Eu já fui machucada.

Juntos, curamos nossas almas.

Você é rancoroso.

Eu sou implicante.

Juntos, neutralizamos nossos defeitos.

Você é metódico.

Eu sou muito organizada.

Juntos, somos neuróticos do bem.

Você não deve mudar nunca.

Eu continuo do jeito que sempre fui.

Juntos, trazemos à tona o melhor de nós mesmos,

Seres imperfeitos,

Perfeitos para si.

#euarenata


Hello sunshine

May I offer you a sunflower,

On a sunday,

In a sunny day.

We are all prompt to shine like the sun,

Like a star,

Like a diamond.

Just awaiting for some sort of trigger.

I nice word,

A compliment,

A joyful good morning would fit perfectly as well.

So be kind with others as you are with yourself.

Let them shine toward you,

Through you,

With you.

We are all the same energy,

We are equality.

A bunch of sunflowers coming across each others,

Ready to spread our warmth,

Our light,

Within this place so called Earth,

Our sunflower field.

#merenata #euarenata 


Se perder para se encontrar

Quantas vezes me perdi no afora somente encontrando-me dentro de mim.

A resposta para tudo sempre esteve ali.

Só agora descobri.

Não está na felicidade dos outros,

No aprendizado de alguns,

Na gratidão de tantos.

Não se sente por osmose,

Se sente conforme o que está dentro da gente.

Existe a empatia, por vezes difícil se colocar no lugar de alguém que vivenciou experiências tão diferentes das suas.

Como segunda opção há a simpatia: entender o que o outro sente, ainda sem conseguir sentir o mesmo.

Ter simpatia é sinônimo de respeito.

E antes de tudo, deve-se respeitar a si mesmo.

Não há nada mais admirável do que alguém ser honesto:

Principalmente quando ninguém está encarando, julgando, esnobando,

Conversando, ouvindo, consolando,

Sendo o que se é, sem máscaras,

Sem ser pedante,

Nem subserviente.

Sendo,

Desiquilibradamente equilibrado,

Erroneamente cheio de razão,

Lindamente feio.

Não existe molde para perfeição.

Que utopia tentar buscar encaixar-se num estereótipo que não coadune com o seu verdadeiro interior projetado abertamente para fora.

É no seu íntimo que se encontra a resposta de tudo em consonância com o seu todo. 

Ah, a velha e atualmente considerada entediante, sensibilidade.

Querem extinguir todo tipo dela,

Interior,

Exterior,

Por inferirem ser algo que se traduza em fraqueza,

E não podemos nos dar ao luxo de transparecer algo tão delicado,

Que errado.

É sendo sensível,

Que se enxerga algo por trás das aparências,

Além das suas arrotadas conquistas.

Sensibilidade é emoção,

Compaixão.

Como tantos pedem por mais amor, por favor,

Se carecem justamente do motor que gera toda a energia que alimenta o tal suplicado amor,

Próprio,

Por terceiros?

Lhes falta assumir toda a sensibilidade que existe dentro de si,

Que está longe de ser considerada uma fraqueza,

Pois sensibilidade é força,

A força matriz de toda a emoção.

Sem emoção não se sente,

Tudo é frio,

A sua existência é aparente.

Profundo é o seu interior,

Emotivo,

Intenso.

Que quando desbravado,

Desnudado,

Tudo passa a fazer sentido,

Sentido por você,

E por todos que passarão a te sentir exatamente como você se mostra: de verdade.

#euarenata


Dono de si

Não é o que os outros dizem a seu respeito que te faz mal,
Mas aquele pedaço do seu cérebro que acaba concordando com o que é dito.
O pensamento é só seu;
Portanto, vem de você o antídoto que neutraliza todo e qualquer veneno ingerido por você mesmo.
E quando se atinge tal maturidade emocional?
Liberta-se.
Sempre vivemos cercados de todo tipo de medo:
Quando criança, medo de cair ao ensaiar os primeiros passos,
Quando adolescente, medo de não ser aceito,
Quando mais velho, medo de ter perdido tempo vivendo a vida com tantos medos...
Não há maior incentivo do que saber que um dia iremos morrer,
Pois por mais mórbido que seja,
É justamente em razão de tal prenúncio que nos forçamos a nos sentirmos mais vivos,
Nessa jornada de ida sem volta que é a vida.
Tudo que vai, se foi.
Tudo que vier, ainda virá.
Não há como remediar o que ficou para trás nem controlar o que virá pela frente.
O que nos resta? 
O meio-termo,
O ponto de partida que começa  continuamente no primeiro passo de muitos selados a partir do presente.
Que renova todo passado preparando qualquer vertente do futuro sempre incerto.
Enquanto isso se vive por aqui mesmo,
Agarrado a cada esperança,
Encarando todo tipo de mudança,
Desbravando o mundo com olhar de criança,
Livre de medos,
E de braços abertos, como quando estamos numa montanha-russa,
Sentindo frio na barriga,
Nos surpreendendo a cada curva alcançada,
Gritando, lógico,
Mas somente se for de êxtase.
Pois ouvi dizer que a vida é um eco,
E se não se gosta do que está recebendo dela,
Observe bem o que você está emitindo na direção das suas experiências vivenciadas.
Acreditando, principalmente, quando pareça ser impossível crer que algo possa melhorar,
Pois nada pode ser pior do que não tentar.
Não estamos aqui para nos tornarmos eternos vencedores,
Estamos aqui porque temos que estar,
Perdendo algumas batalhas pessoais,
Ganhando todo tipo de guerra contra nós mesmos,
Sendo o que somos,
Nem melhor do que ninguém,
Nem pior do que qualquer um,
Vivendo o presente,
Plenamente,
De preferência,
Livremente.
#euarenata 

Ordem na casa

"TRAGO ORDEM PARA A SUA CASA EM DOIS DIAS"... Vocês já assistiram aquele programa chamado "Acumuladores"? Pois bem. Tenho compulsão por ele. 

Não por ter o hábito de acumular.

Tenho o costume de desapegar.

Organizar.

Doar, de tudo um pouco.

Sai energia parada, seja bem-vinda nova energia.

Ganho uma peça de roupa nova? Dou uma antiga.

Papéis? Religiosamente destino uma época do ano para rasgar um a um, seguindo uma espécie de ritual de descarrego.

E copos? Nossa, quantos deles ganhamos de presente de casamento. Nem se quiséssemos fazer uma festa por semana aqui em casa iríamos conseguir usar todos que temos.

Ou melhor, tínhamos.

Já nos desfizemos de tantos, que até perdi a conta!

Malas de viagem, livros, materiais de escritório, cds, nomeiem; não há nada neste universo que já não tenha repassado adiante. 

E a sensação continua a mesma: satisfação de sentir tudo mais limpo,

De constatar tudo mais organizado.

De ter a certeza de que sou eu quem domino as coisas que aqui coabitam comigo, e não o inverso.

Mantra pessoal: não preciso de nada do que tenho, apenas faço uso delas.

Momentaneamente as possuo.

E se um dia realizar de que não as quero mais por aqui, vão embora, 

Sem dó,

Dadas,

Direto para tantos outros que pretendam usufruí-las de alguma forma,

Assim como em algum momento foram úteis para mim.

Então quando me deparo com um programa que remete a pessoas sendo engolidas vivas por coisas,

Em sua própria casa,

Condenada,

Toda bagunçada,

Só posso crer que o ambiente que se vive é o reflexo do seu próprio interior.

Não estou aqui querendo levantar a bandeira da compulsão oposta: a da arrumação ou limpeza extremas.

Só que é se arrumando o exterior,

Que se organiza também o interior.

E vice-versa.

O que deve ficar, que fique.

E o que deve ir embora?

Que vá! 

Tudo em prol do equilíbrio,

Do ambiente que habito,

Fora e dentro de mim.

#euarenata 



Gente como a gente

Sentimento aparente,

Que se sente,

Alimente-se

Da dor,

Do amor,

Sinta-se sexy,

Sinta-se imortal,

Sinta, sentindo muito,

Fúria que avassala, 

Cura que acalma.

Sentir pouco é para muitos,

Sentir muito não é para qualquer um.

Sentimento corrói,

Dói,

De prazer,

De tristeza.

Sentir-se positivo,

Ativo,

Naturalmente grato,

Sentir-se de fato,

Para si,

Para os que também sentem poderem se deleitar com todo o seu sentimento,

Real,

Genuíno,

Humano.

Sentir todo o mal para descobrir todo o bem,

Que existe na dualidade de um sentimento indeciso,

Que hora se apaga,

Outrora arde em chamas,

Queimando todo tipo de razão,

Despertando todo tipo de emoção.

Fascinar-se com o nada,

Calar-se no caos.

Recompor todo o tipo de sentimento,

Entendê-lo, 

Enxerga-lo de perto,

Com uma lupa se preciso,

Pois nada é preciso,

Sentimento nebuloso,

Que venha o sol,

Iluminar todo tipo de sentimento,

Afastar qualquer tipo de tempestade mental,

Pois a ordem da vez é desvendar-se,

Adaptar-se a extremos opostos,

Mesclar-se,

Com todo tipo de sentimento,

Desapegado,

Envolvente,

Vivenciado por todo tipo de gente que existe em você,

Em mim,

Gente criança,

Gente alegre,

Gente que chora, 

Gente que vem de surpresa,

Gente que vai embora sem avisar,

Gente que sente.

Dentro da gente.

#euarenata 


Brilhe sempre, girassol

Segundo a filosofia chinesa do feng shui, girassóis trazem sorte e prosperidade ao ambiente.

Que radiantes os girassóis, flores que sempre buscam a luz solar, deixando qualquer tipo de escuridão para trás.

Hoje, o girassol mais belo do jardim desabrochou para emanar toda a sua energia em sua primeira estréia artística no palco.

Estou sentindo frio na barriga por osmose!

De pensar que neste exato momento você está todo compenetrado, participando de corpo e alma do ensaio final da sua peça.

O que deve estar se passando pela sua cabeça?

Chego a rir de nervoso!

Não consigo conter a emoção de expressar o quanto me orgulho em presenciar tamanha evolução pessoal num único indivíduo, que acompanho há quase dez anos de jornada repleta de cumplicidade entre nós.

Creio não existir nada mais admirável do que alguém que consegue descobrir o caminho da plena felicidade através do ofício escolhido.

Pois tudo que é feito com prazer e dedicação gera gratidão.

E gratidão é o sentimento-chave para o universo passar a te ouvir e conspirar a seu favor.

Girassol, hoje o universo está de olhos bem abertos e ouvidos atentos para testemunhar toda a sua luz se revelar para uma platéia sedenta de um grande espetáculo.

Já estamos te vendo brilhando, girassol!

Que alegria, te ver daqui debaixo, você atuando aí em cima!

Quanto calor!

Quanto amor!

Quanta luz!

Preciso de um óculos escuros, sabe?

Pois descobri que toda essa luz, jamais se apagará, girassol.

Você nasceu para brilhar cada vez mais,

Deixando todo tipo de escuridão para trás.

Muita merda para adubar o seu palco florido, meu ator predileto que tanto amo, @vitor_fonsek!

#euarenata 


Uma mulher qualquer

Este post tem como alvo certa mulher,

Que poderia ser qualquer uma de nós,

Mas é especialmente dedicado à ela.

Quem nunca?

Chorou no chuveiro,

Se olhou torto no espelho,

Mergulhou no desespero,

Sentiu que na vida faltava algum tipo de tempero?

No trabalho,

No amor,

Na sua própria existência.

Então, um dia, essa mulher, 

Que poderia ser qualquer uma de nós,

Que já não era mais menina,

Que já tinha vivido mil vidas numa única só,

Resolveu olhar para algo além dos outros,

Resolveu encarar a si mesma,

Reparar em si.

E passou a gostar ainda mais do que já tinha visto,

Sem antes, talvez, observar detalhadamente.

Passou a se admirar.

Aquele olhar, antes distante, vazio,

Por algum motivo qualquer havia renascido.

Estava bonito de se ver,

Emanava energia para dar e vender.

Havia alegria sobrando na hora de acordar,

No momento de se vestir,

Pois a rotina, que antes parecia insossa,

Passou a ficar bastante apimentada,

Em matéria de felicidade plena,

E paz interior.

Aquela mulher, que, talvez, pelo fato de pertencer ao denominado sexo frágil, ousaram subestimar o tamanho de toda a sua força,

Fez queixos caírem ao dar a volta por cima com louvor.

Essa mulher em específico,

Que poderia ser qualquer uma de nós,

Finalmente se apaixonou...

Por si mesma.

E agora não há mulher, indivíduo ou ser, que admire mais,

Do que a si mesma.

É sua fã incondicional número um.

Com todo orgulho!

Pois como ela mesmo disse, parou de se despedaçar para manter os outros inteiros.

O agora, é todo dela. Somente dela.

O mundo todo lhe pertence.

Conquiste-o mulher de fibra!

Mulher que ama, sofre, cai, levanta, vive, sobrevive, chora e ri,

Firme e forte,

Como qualquer uma de nós.

#euarenata 


Ostentar o que não se pode comprar

Não existe maior ostentação do que a própria felicidade.

Pois se um elefante incomoda muita gente, a felicidade incomoda muito mais.

Explico: numa conversa recente, ouvi dizer que sentir inveja não é simplesmente querer o que o outro possui, ou ser como o outro é.

Vai além. 

É um indivíduo que não sabe nadar, então precisa se agarrar no outro que sabe nadar até afunda-lo, numa tentativa frustrada de salvar a si mesmo. 

Frustrada, pois se o que não sabe nadar afunda o que sabe, os dois acabam se afogando juntos.

Moral da história: nunca haverá mal que faça bem algum a alguém.

Só que a pessoa que sente inveja não se satisfaz em simplesmente conquistar tudo o que o alvo invejado tem.

Necessita de mais: que este se afunde, em todos os aspectos.

Só assim o ser invejoso acredita que passará a sentir algo próximo do que seja a felicidade.

Para ele, lógico.

Pois a autêntica felicidade não provém de comparação.

Comparar significa se posicionar entre dois lados: o interno e o externo.

E não há como auferir felicidade tomando por base parâmetros alheios aos seus.

Não é elaborando intermináveis listas de metas a serem cumpridas e posteriormente riscando-as do papel, que o fará feliz.

Não é se formando, se casando, tendo filhos ou comprando um carro novo, que o fará feliz.

Nem esperando aquele problema se auto-resolver, um relacionamento se romper, ou aquela promoção finalmente se obter, que tudo tornará a vida mais bela.

A felicidade é imediata.

Ela é só sua.

Somente do outro.

De mais ninguém.

A felicidade é se encontrar internamente, ainda que externamente tudo esteja perdido.

Felicidade é rir sem precisar de motivo.

Felicidade é sentir a gratidão de simplesmente estar vivo.

Quem sente inveja não sente nada além de cobiça, tristeza, vazio.

E como se vingar dos invejosos? 

Simplesmente sendo feliz.

Algo que definitivamente eles não podem ser. Ou ter.

Pois nunca foram ensinados ou nunca quiseram aprender a nadar na sua própria felicidade, lembra?

Não à toa a inveja mata.

Viver sem conseguir ser feliz?

É se afogar aos poucos na infelicidade de sua rasa existência.

#euarenata 


Seu reinado. Seu legado.

Sempre soube o quanto vocês são gigantes...

Você, antes de te conhecer,

Ele, antes de nascer.

Sabia que o meu homem ideal não poderia ser nada diferente disso,

Muito menos o filho que tivéssemos juntos.

Amor visceral,

Amor incondicional.

O amo e o amarei em todas as minhas vidas,

Amei ele desde a barriga, para todo sempre.

Adulto de latente criança interior,

Criança de adulto aparente,

Tão diferentes e complementares nas suas semelhanças evidentes...

Admiro tanto, tanto... Tanto um quanto outro.

Cada qual com suas peculiares características que se reconhecem como espelhos refletidos em cada um.

Seus feitos serão magníficos,

Enormes. É só o que consigo enxergar, toda essa grandeza que emana de ambos.

Rei que reina ao lado do príncipe, que todos os seus passos acompanha,

Passos determinados,

Destino selado,

Estiquem os seus braços, meus caros,

Bem alto, em direção ao céu,

Pois até o céu é baixo para quem sonha alto.

Então sejam o que são, 

Seres iluminados donos do seu próprio caminho,

Sem dúvida, bem sucedido,

E não haveria de ser o contrário, 

Pois tudo que fazem é com dedicação,

De coração.

Nunca o meu coração bateu tão forte, 

Agora, por saber que os tenho como o meu  norte, 

Por nunca ter imaginado ser possível amar tanto dois homens ao mesmo tempo,

Meu rei,

Meu príncipe,

Unidos,

No seu estrelado reinado.

Não desejo a vocês, nada menos do que o mundo,

Pois numa constelação de estrelas onde nem todas conseguem ser tão majestosas como vocês?

Até o mundo é pouco para a sua luz.

Que seja, então, todo o universo! 

#euarenata 


sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Vida virtual

Lembra de como éramos antes das redes sociais?

A única opção existente para conhecer alguém, era falar ao telefone ou se encontrar.

Fisicamente.

Dava mais trabalho, mas assim se formavam relações sólidas, eternizadas pelo tempo.

Éramos apresentados à pessoa, aos poucos.

Sem filtros.

Com espinhas na cara, quilos a mais.

Não sabíamos sua condição financeira, nem que restaurantes frequentava, ou suas preferências artísticas.

Pois o que tínhamos à disposição era o íntimo da pessoa a ser lentamente descoberto.

Que organicamente acabou por se conectar ao nosso através de energia e experiências trocadas de forma rotineira.

Com o surgimento das redes sociais, criou-se um divisor de águas.

O que antes era retratado apenas em diários abarrotados de citações aleatórias, fotos entre amigos e confissões de adolescentes; escritas imortalizadas compartilhadas apenas com amigos próximos - se compartilhadas;

Hoje? Tudo é escancarado.

Sabemos de pronto tudo o que a pessoa "tem": quantidade de seguidores, locais que frequenta, o que compra.

Mas o que "é" de verdade?

Nunca descobriremos.

Pois como num conto de fadas, as postagens sempre têm final feliz.

Conquistas alcançadas,

Amores correspondidos,

Amigos para dar e vender.

Virtualmente é imbatível, em matéria de sucesso.

Como é bom se refugiar nesse local mágico.

Até se lembrar que existe uma vida real. Onde a moça que perde o sapato na pista de dança à meia noite não se trata de uma princesa; apenas estava bêbada.

E na manhã seguinte? Vai acordar com uma baita enxaqueca, olheira, e um pé de sapato a menos.

Dura realidade viver de verdade. 

Mais fácil se esconder por trás do avatar virtual, criado para ser perfeito, com #tagsforlikes, algo socialmente aceitável pedir "likes"como espécie de esmola virtual.

E assim, afagar o nosso baixo estimado ego com curtidas digitais que nos fazem sentir mais queridos. 

Ainda que virtualmente.

E é aí que mora o perigo: a nossa vida virtual se tornar mais atraente e onipresente que a vida real.

Ainda prefiro o tempo do olho-no-olho,

Estando presente ao viver o presente,

Da ferida que se cura com um abraço apertado.

Onde pessoas são o que efetivamente são: reais.

#euarenata


Eles também acreditam

Acreditar.

Dar crédito a algo,

A alguém.

Defender um princípio,

Uma causa.

Ter fé.

Ter certeza de que é concreto, genuíno.

Crer para ver,

Sem ter que ver para acreditar.

Acreditar no que se pensa.

Mentalizar o que acredita.

Entoar mantras,

Reforçar crenças.

Crente que só.

Bem ou mal acompanhado, acredite.

Acreditar na existência do bem,

Na humanidade presente,

Num futuro melhor.

Acreditar na riqueza da simplicidade,

Na magnitude da nossa diminuta existência.

Crer que sempre haverá espaço para aprimoramento,

Ensinamento.

Confiar em si próprio,

No próximo,

Num mundo de possibilidades,

Conquistas.

Acreditar que existe vida além da vida,

Perdão de coração,

Na gratidão como suprema opção,

De filosofia de vida,

De rotina.

Crer na paz acima da razão,

Na força da união,

No amor: acima de tudo.

Acreditar no poder da mente,

No poder da gente,

Que nunca mente.

Duvida?

Pergunte aos cupcakes. 

Cupcakes?

Sim, cupcakes.

Muffins que acreditavam em milagres.

Eu também acredito.

Por isso amo cupcakes.

#euarenata